Volkswagen revelou o Tarek na China em coletiva de imprensa, sobre os novos SUVs da marca


A Volkswagen apresentou junto ao Tayron, na China, mais um SUV. Depois de revelar um teaser do Tarek, oriundo do projeto Tharu, a Volkswagen revelou o modelo de produção na China, mas sem nome. Porém fica claro que ele é o mesmo SUV do sketch revelado pela marca pelas suas linhas. Apresentado como “Powerful Family SUV”, ele deve ser concorrente direto do Jeep Compass e chega ao Brasil em 2020. Sua produção deve ser localizada na fábrica de Pacheco, de onde são produzidos os modelos SpaceFox e Amarok. Na China ele deve ser chamado de Tharu, mas nas Américas ele será conhecido como Tarek. Irmão menor do Tiguan, esse novo modelo deve ficar entre o próprio Tiguan e o T-Cross. A frente baseada no Atlas/Teramont está ali e os executivos da marca até o chamaram de “mini-Teramont”. A mídia chinesa já indica que ele usa plataforma MQB e que atuará abaixo do Tiguan no país. Em recente entrevista, Hernán Vázquez, CEO do Grupo VW na Argentina em conversa para o Argentina Autoblog. O executivo revelou que o modelo latino deve trazer diferenças em relação ao modelo chinês, tanto em design como em equipamentos. “Conseguimos um investimento de US$ 650 milhões para fabricar um SUV em Pacheco a partir de 2020. Terá a plataforma MQB-A, que será produzida pela primeira vez em nossa planta”, explica Vázquez. “O Projeto Tarek será fabricado na China, Rússia, México e Argentina, que será o último país a recebê-lo. Mas não será idêntico em todos esses mercados. Em cada região, terá as adaptações e equipamentos que os mercados exigem. Por isso, é possível que comecem a ver flagras do modelo na China, porém não será exatamente igual ao que será feito na Argentina. Será parecido, mas não igual.”. O sketch revela que o SUV deve se basear no irmão Teramont/Atlas, principalmente na dianteira, onde devem ser bem próximos. A lateral lembra um pouco do primo tcheco Skoda Karoq, enquanto a Volkswagen não revelou imagens da traseira. Em recente flagrante, o interior teve mais detalhes relevantes, como painel que lembra bastante ao que é usado pela dupla Polo/Virtus, com central multimídia voltada ao motorista e quadro de instrumentos digital. Tudo indica que ele deve ser vendido apenas com motor 1.4 TSI que desenvolve 150cv e 25,5kgfm, acoplado sempre ao câmbio automático de 6 velocidades.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Volkswagen ainda espera desenvolver um Golf de 420cv, segundo canal no Youtube

Mercedes-Benz confirma detalhes do fim do motor V12 durante o Salão de Paris

Volkswagen confirma vender elétricos da linha ID pelo mesmo preço dos carros diesel

Nova geração do Jaguar F-Type pode usar motor 4.4 V8 biturbo da BMW e chega em 2020

Citroën confirma sinal verde para desenvolvimento do exótico sedã C6 para depois de 2020

Nova geração do Renault Clio estreia no Salão de Genebra, apenas em março de 2019

Toyota vende Corolla XEi com desconto de R$6 mil durante esse mês com o "Corolla Fest"

Para Renault, Duster é para marca o que o Mustang é para a Ford, em grau de importância

SOL apresenta o E20X no Salão de Pequim, primeiro fruto entre JAC e Volkswagen

Há um ano: representando nova fase da Citroën, Jumpy marca novos comerciais leves