"MINIs não precisam mais serem minúsculos", declara executivo do design da marca


A MINI veio a público rebater as críticas que vem sofrendo com os últimos automóveis apresentados. Conhecida pode desenvolver carros compactos, a inglesa MINI vem ouvindo reclamações de puristas da marca por seus carros grandes nos últimos anos, como as atuais gerações de Clubman e Countryman. Com isso, Florian Nissl, executivo da área do design da MINI, veio a público dizer que "ter um design reconhecível e característico não se traduz necessariamente em carros minúsculos". Em entrevista para o CarAdvice, Nissl disse que graças ao desenvolvimento e expansão da linha MINI, não se faz mais necessário vender apenas o Cooper. "Acho que as pessoas já começaram a se familiarizar com a ideia de que a Mini é uma marca que não necessariamente oferece carros que são 'mini' porque o nome diz 'Mini'. É possível fazer muito com a marca porque ela é muito forte do ponto de vista do design", disse ao portal australiano. Com isso, modelos como Clubman e Countryman são apenas “barreiras” para a MINI. Tanto que no lançamento da station já tinha se criado um falatório sobre ser o maior MINI em produção, algo que foi batido novamente com o segundo Countryman. Claramente no futuro algum outro carro deve bater o tamanho do atual SUV e isso é quase certo. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mercedes-Benz confirma detalhes do fim do motor V12 durante o Salão de Paris

Volkswagen confirma vender elétricos da linha ID pelo mesmo preço dos carros diesel

SOL apresenta o E20X no Salão de Pequim, primeiro fruto entre JAC e Volkswagen

Volkswagen ainda espera desenvolver um Golf de 420cv, segundo canal no Youtube

Volkswagen confirma que Fusca deve retornar como elétrico de 4 portas no futuro

Brabham apresenta o BT62 na Inglaterra, bólido de 710cv de potência e com motor 5.4 V8

Toyota vende Corolla XEi com desconto de R$6 mil durante esse mês com o "Corolla Fest"

Nova geração do Renault Clio estreia no Salão de Genebra, apenas em março de 2019

Para Renault, Duster é para marca o que o Mustang é para a Ford, em grau de importância

Há um ano: representando nova fase da Citroën, Jumpy marca novos comerciais leves